Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Alagoas

Dom Enemésio, presente! - Homenagem da CPT/AL diante do falecimento do bispo de Balsas (MA)

Dom Enemésio, presente! - Homenagem da CPT/AL diante do falecimento do bispo de Balsas (MA)

 

Imagem: Divulgação CPT/AL

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) de Alagoas externa seu pesar pela perda de Dom Enemésio Ângelo Lazzaris, bispo de Balsas (MA), aos 71 anos, que atuou junto à instituição no Estado do Maranhão desde 2008. Religioso da Congregação da Pequena Obra da Divina Providência, também conhecida como Filhos da Divina Providência ou simplesmente Orionitas, há um ano o companheiro lutava contra um severo câncer no pâncreas.
Confira abaixo o depoimento do coordenador da CPT/AL, Carlos Lima:…

Leia mais:

MST realiza 1ª Feira da Reforma Agrária na cidade de Atalaia (AL)

MST realiza 1ª Feira da Reforma Agrária na cidade de Atalaia (AL)
Ocorre até hoje (4) a 1ª Feira da Reforma Agrária organizada pelo MST em Atalaia, em Alagoas. A ação se iniciou nas primeiras horas da manhã dessa terça (3) na Vila de Atalaia, reunindo dezenas de camponeses e camponesas de diversas regiões de Alagoas. Além da comercialização dos alimentos produzidos nas áreas de Reforma Agrária, a Feira conta ainda com uma programação cultural durante a noite, com apresentações artísticas gratuitas e abertas ao público.…

Leia mais:

AL - Em Romaria, peregrinos caminham em defesa da Terra e das águas

AL - Em Romaria, peregrinos caminham em defesa da Terra e das águas


“A romaria é um momento de celebração da vida, um momento em que podemos comemorar a conquista da terra e, ainda, aquela que vamos conquistar, porque eu tenho certeza que com muita luta e dedicação nós vamos conquistar a terra”, disse o jovem José Ronaldo, do assentamento Dom Hélder ao participar da 32ª Romaria da Terra e das Águas, realizada no último final de semana, 23 e 24/11, no município de Joaquim Gomes, Alagoas.…

Leia mais:

Em Alagoas, júri de assassinato de Sem Terra condena executor e absolve os dois mandantes do crime

Em Alagoas, júri de assassinato de Sem Terra condena executor e absolve os dois mandantes do crime

O Júri Popular sobre o caso do assassinato de Luciano Alves, conhecido como Grilo, liderança do MST na região do Agreste de Alagoas, assassinado em 2003, ocorreu ontem (30), dezesseis anos após o crime na Zona Rural do Município de Craíbas, condenando por 18 anos de prisão o executor de Grilo, João Olegário, conhecido como João da Lica e absolvendo os acusados de mandantes do crime, José Francisco da Silva, conhecido como Zé Catú, e seu irmão, Francisco da Silva, conhecido como Chiquinho Catú. Zé Catú é atualmente vereador no município de Girau do Ponciano pelo Partido Social Democrata Cristão (PSDC).…

Leia mais: