Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 4.jpg
  • 8.jpg
  • 9.jpg
  • 3.jpg
  • 7.jpg
  • 5.jpg
  • 1.jpg
  • 10.jpg
  • 2.jpg
  • 6.jpg

Alagoas

Famílias sem-terra de acampamentos em Murici realizam mobilização em Maceió

Famílias sem-terra de acampamentos em Murici realizam mobilização em Maceió

Comunidades camponesas de Bota Velha, Santa Cruz e Mumbuca serão recebidas pelo governador Renan Filho 

Nesta terça-feira (20), as famílias camponesas dos acampamentos Bota Velha, Santa Cruz e Mumbuca estarão mobilizadas em Maceió. Acompanhadas pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) em Alagoas, elas serão recebidas pelo governador Renan Filho (MDB) às…

Leia mais:

Mais de 1300 pessoas foram intoxicadas por agrotóxicos em Alagoas na última década, diz estudo da Ufal

Mais de 1300 pessoas foram intoxicadas por agrotóxicos em Alagoas na última década, diz estudo da Ufal

 Um estudo realizado por pesquisadores e estudantes do campus do Sertão da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) alerta que Alagoas é um dos estados brasileiros que mais consumiu agrotóxicos nas duas últimas décadas. O levantamento traz dados alarmantes sobre o aumento da comercialização desses defensivos agrícolas nocivos à saúde e, também, da intoxicação dos consumidores.…

Leia mais:

Em Alagoas, mais que dobra o número de pessoas envolvidas em conflitos por terra no ano de 2020

2020 foi o ano com o maior número de conflitos no campo, de ocorrências de conflitos por terra, de invasões de territórios e de assassinatos em conflitos pela água já registrados pela CPT. Em Alagoas, quase 7.000 pessoas estiveram envolvidas em conflitos por terra.

O número de pessoas envolvidas em conflitos por terra em Alagoas no ano passado foi 110,95% maior que em 2019. Subiu de 3.212 pessoas envolvidas nessa categoria, em 2019, para 6.776, em 2020. Ou seja, mais que dobrou. No estado, não foram registrados conflitos pela água, que em 2019 afetou 8.880 pessoas de comunidades de marisqueiras e colônias de pescadores. Os dados estão no Caderno Conflitos no Campo Brasil - 2020, da Comissão Pastoral da Terra (CPT).  A publicação, lançada no fim de maio, revela a situação de violência a que estão submetidas comunidades e populações camponesas no país.…

Leia mais:

Organizações acendem 500 velas em Maceió por memória e justiça às 500 mil vítimas da Covid-19

Organizações acendem 500 velas em Maceió por memória e justiça às 500 mil vítimas da Covid-19

Ação motivada pelo #RespiraBrasil contou com palavras de fé e protesto contra a naturalização das mortes

Para fazer memória e por justiça às 500 mil vítimas da Covid-19 no Brasil, a escadaria da Praça dos Martírios, no centro de Maceió, foi iluminada com 500 velas na segunda-feira, 21. O país atingiu esse número pessoas falecidas em decorrência da pandemia no último sábado.

Leia mais: