Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 2.jpg
  • 1.jpg
  • 4.jpg
  • 5.jpg
  • 6.jpg
  • 9.jpg
  • 3.jpg
  • 10.jpg
  • 8.jpg
  • 7.jpg

Pernambuco

Comissão de moradores do Engenho Una se reune com o Incra e cobra solução imediata para o Conflito

Uma comissão de trabalhadores e trabalhadoras rurais, moradoras do Engenho Una, se reúnem neste momento, (tarde de segunda-feira, dia 04/03) com o Superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agraria (Incra), em Recife/PE, Luiz Haroldo. O objetivo do encontro é cobrar do Incra agilidade no processo de desapropriação do Engenho, visto a intensificação das ameaças, e perseguições contra os trabalhadores rurais ocorrida nesta última semana. O Engenho, que está localizado no município de Moreno/PE, pertence a Usina Bulhões e desde 2011 seu processo de desapropriação encontra-se paralisado no Incra.…

Leia mais:

Conflito Usina Bulhões: Capangas da Usina atiram durante madrugada e intimidam famílias do Engenho Una, em Moreno/PE

As famílias de trabalhadores rurais, moradoras do Engenho Una, vivem mais um dia de ameaças e tensão. Segundo informações dos moradores, a Usina Bulhões, proprietária do Engenho que está localizado no município de Moreno/PE, contratou capangas armados que permanecem em tempo integral no Engenho intimidando e causando tensão entre as famílias de sitiantes. De acordo com a denúncia recebida pela CPT, os capangas deram tiros durante toda a madrugada da sexta para este sábado, dia 02. Segundo a informação, os tiros eram dados com intervalos de duas horas e em locais diferentes do Engenho.…

Leia mais:

Clima de tensão aumenta no Engenho Una, com presença de capangas armados e lidernanças ameaçadas

Após o bloqueio das vias que dão acesso ao Engenho Una, em Moreno/PE, a Usina Bulhões intensificou as ameaças aos sitiantes que vivem no Engenho. Segundo informações repassadas há pouco, para a CPT e a Fetape, pelos moradores, na noite desta quinta-feira, dia 28, por volta das 20h30, o proprietário, Sr. Roberto José, encontrava-se no pátio do Engenho acompanhado de seus capangas, e na ocasião disseram que qualquer um que encontrarem a noite no Engenho seria derrubado. Os moradores informaram ainda que são três as lideranças da comunidade consideradas alvos dos capangas da Usina, e que durante o dia circulam por todo o Engenho capangas montados em cavalo e armados com cassetetes e provavelmente munidos com outras armas. Segundo os moradores, o clima no local é tenso e de medo.…

Leia mais: