Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 10.jpg
  • 2.jpg
  • 1.jpg
  • 5.jpg
  • 8.jpg
  • 3.jpg
  • 6.jpg
  • 9.jpg
  • 7.jpg
  • 4.jpg

A Comissão Pastoral da Terra lançou, no último dia 28 de maio, a cartilha “A organização das mulheres camponesas - Na luta pela terra e na construção da agroecologia no Sertão do Rio Grande do Norte”.  A publicação conta a história da organização das mulheres camponesas acompanhadas pela CPT na região. Elas decidiram lutar pela terra e construir experiências agroecológicas e de convivência com o semiárido Norte-rio-grandense. São histórias de combate aos preconceitos e ao machismo que se cruzam com histórias de resistência contra a concentração de terras, o agrohidronegócio e a fruticultura irrigada, que têm causado danos ambientais e sociais irreversíveis na região.

 A cartilha já havia sido apresentada ao público anteriormente, mas somente de forma virtual em razão da pandemia da Covid19. O lançamento presencial pôde ocorrer somente  em maio, durante o Seminário Regional de Mulheres Camponesas, realizado em Apodi (RN). Na ocasião, estavam presentes mais de 80 agricultoras de várias comunidades acompanhadas pela CPT no estado, além de representações vindas de outras localidades do Nordeste.

Depoimentos marcantes, imagens e histórias de luta e organização das mulheres vêm junto com a reflexão sobre o quanto as mulheres e suas iniciativas agroecológicas têm sido fundamental para o fortalecimento comunitário e para a preservação da natureza no Sertão do estado, mesmo diante de tantas dificuldades e barreiras impostas pelo modelo de produção do agrohidronegócio e da cadeia da fruticultura irrigada. A cartilha também contém dicas e informações sobre diversas iniciativas, como fogões agroecológicos, quintais produtivos, fundo rotativo solidário e tantas outras experiências que podem servir de inspiração para grupos de mulheres e comunidades camponesas em todo o país. 

 As experiências descritas na publicação são realizadas pelas comunidades camponesas acompanhadas pela Comissão Pastoral da Terra na Diocese de Mossoró (RN) e contam com o apoio da Fundação InterAmericana (IAF). "Que esse material sirva de instrumento de formação, memória e esperança para mulheres de outras regiões”, ressalta Hilberlândia Andrade, agente pastoral no RN.

Clique aqui e confira a Cartilha!

Clique aqui e confira algumas imagens do lançamento da Cartilha.