Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 4.jpg
  • 2.jpg
  • 1.jpg
  • 5.jpg
  • 7.jpg
  • 8.jpg
  • 10.jpg
  • 9.jpg
  • 6.jpg
  • 3.jpg

As crianças do Engenho Roncadorzinho, em Barreiros, na Mata Sul de Pernambuco, receberam um presente especial neste 12 de outubro: a garantia de viverem em suas terras sem medo de despejo.

A Fetape e a CPT NE2 visitaram a comunidade e entregaram cópias das petições judiciais que foram acolhidas pelo Tribunal de Justiça, decidindo a favor de um esforço de conciliação do litígio, através de diálogo entre os trabalhadores/as, o arrendatário e síndico da falência da ex-usina Santo André.


Esse esforço será mediado pelo próprio Judiciário e acompanhado pelo Ministério Público. Com essa decisão justa, o Tribunal de Justiça suspendeu o julgamento e não proferiu ordem de dedpejo das mais de 90 famílias que vivem há décadas no engenho, sendo muitas delas credores judiciais da antiga usina.

Estiveram presentes na visita a presidenta da Fetape, Cícera Nunes, a Diretora de Meio Ambiente da Fetape, Rosenice Nalva, a direção do STR de Barreiros, o coordenador da CPT NE 2, Plácido Júnior e os advogados Bruno Ribeiro e Lenivaldo.

A Fetape, a CPT, a Igreja Católica e parlamentares têm apoiado às famílias na luta pela terra, pelo fim dos conflitos agrários e pelo respeito às posses legítimas de milhares de agricultores(as) que, há décadas, produzem alimentos para o próprio sustento e de toda a região.