Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 4.jpg
  • 2.jpg
  • 9.jpg
  • 6.jpg
  • 5.jpg
  • 8.jpg
  • 7.jpg
  • 1.jpg
  • 10.jpg
  • 3.jpg

Nos últimos dias 8 e 9 de março, foi dado início ao levantamento de área de produção de posseiros e posseiras do Engenho Roncadorzinho, na Mata Sul, pelo Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco (ITERPE). Uma conquista para as 76 famílias que lutam pela regularização da terra onde vivem há décadas. Em fevereiro, a comunidade foi palco de um crime bárbaro que tirou a vida de uma criança, Jonathas Oliveira, e deixou seu pai ferido.


Esse levantamento é fruto das reivindicações que a Fetape, a CPT e outros movimentos fizeram ao Governo do Estado, com o apoio e articulação das comissões de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Pernambuco, da Câmara Federal, por meio do deputado federal Carlos Veras, da Comissão do Senado, e do mandato do deputado estadual Doriel Barros.

O trabalho vem contanto com acompanhamento da Fetape, por meio da Diretoria de Agrária, e do Sindicato de Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Barreiros. No dia 9 foi realizada uma reunião com a secretaria de Ação Social de Barreiros para agilizar a atualização do Cadastro Único (CadÚnico) das famílias para acesso aos programas de reforma agrária.

 

Fonte: Fetape