Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

  • 4.jpg
  • 5.jpg
  • 1.jpg
  • 8.jpg
  • 3.jpg
  • 2.jpg
  • 6.jpg
  • 7.jpg
  • 9.jpg
  • 10.jpg

Camponeses e camponesas apoiados pela CPT na comunidade de Nova Canaã, em Tracunhaém (PE), realizaram mais uma experiência de trabalho coletivo, em mutirão. Desta vez o objetivo foi implantar um Sistema Agroflorestal (SAF) com foco no cultivo de plantas medicinais na parcela de uma das agricultoras da comunidade, Fátima Fernandes. O mutirão ocorreu na terça-feira, 18, e contou com o envolvimento de crianças, jovens, homens e mulheres da comunidade.



Diversas espécies foram plantadas, entre elas: boldo, hortelã miúda, alecrim, babosa, canela, romã, erva-doce, manjericão, margaridão e gliricídia. “A construção do SAF Medicinal é importantíssima, não apenas por promover o cultivo de plantas medicinais de forma orgânica, mas também por ser cultivado em consórcio com outras plantas e integrando outros reinos da biodiversidade”, destaca Daniere Sousa, farmacêutica e educadora popular da CPT.

O mutirão integrou um processo formativo que a agricultora vem participando junto à CPT e ao Serviço de Tecnologia Alternativa (Serta), o que poderá dar um salto de qualidade na produção agroecológica da família e da comunidade, conforme ressalta Benoni Codácio, educador da Pastoral.


Imagem: Equipe CPT Mata Norte PE