Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE), estiveram reunidos, de modo virtual, na manhã desta quinta-feira, 30, para celebrar a assinatura de um acordo de cooperação técnica. A iniciativa permitirá o desenvolvimento de parcerias em ações de  práticas educacionais, científicas e tecnológicas que privilegiem a troca de saberes e conhecimentos entre a comunidade científica e famílias camponesas acompanhadas pela Pastoral.

Durante a reunião de celebração do acordo, o professor e Reitor do IFPE, José Carlos de Sá, reforçou a disposição do Instituto em fortalecer ações conjuntas que visem à superação dos desafios enfrentados historicamente pelos povos do campo, “que são quem promove o sustento do país e não são lembrados pelos governantes”.

Plácido Junior, agente pastoral da CPT na Mata Norte, ressaltou que a expectativa é a da troca de conhecimento e de saberes. “Historicamente os saberes e conhecimentos camponeses foram subjugados pela ciência". Plácido acredita que essa parceria pode aproximá-los para que  estejam juntos e articulados a serviço da transformação social. Denis Vensceslau, agente pastoral da CPT no Sertão do Pajeú, destacou que o acordo de cooperação ganha ainda mais importância no cenário atual de retiradas de direitos para as populações do campo.

Diversas ações de incentivo e de fortalecimento da comercialização e da produção agroecológica estão previstas no plano de trabalho desenvolvido no âmbito do acordo. Maria Freitas, agrônoma que atua com a CPT na Mata Norte do Estado, destaca a importância da iniciativa, uma vez que “os conhecimentos produzidos pela academia em sua maioria estão voltados para o agronegócio”. Severino Rodrigues, agricultor da comunidade Nova Canaã, em Tracunhaém, também participou do momento e aproveitou a ocasião para afirmar que as comunidades estão de braços abertos para receber alunos, alunas, pesquisadores, pesquisadoras do Instituto. “Vamos discutir, aprender e também passar o que nós sabemos”, complementou.

O momento também foi de partilha da realidade vivida pelas comunidades camponesas no estado. Alanna Oliveira e Eurenice da Silva, agentes pastorais da CPT, apresentaram um breve cenário dos conflitos fundiários e das graves ameaças que assolam famílias e comunidades camponesas no município de Jaqueira, na Zona da Mata Sul, e também na região do agreste do Estado.

A parceria entre a CPT e o IFPE vem desde 2018, com a realização de várias atividades de formação e de trocas de experiências. O acordo de cooperação técnica envolverá comunidades acompanhadas pela CPT no Sertão do Pajeú, no Agreste, na Zona da Mata e no Grande Recife. Além de ações realizadas nas próprias comunidades, também serão realizadas atividades nos campi do IFPE localizados nestas regiões.