Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

O agricultor Edeilson Alexandre Fernandes da Silva sofreu uma emboscada e foi atingido por sete tiros por volta das 18h de hoje, 16/07, quando saia de sua casa, na comunidade do Engenho Fervedouro em direção à sede do município de Jaqueira (PE). Edeilson estava em sua moto na hora da emboscada e, após ser baleado, ainda conseguiu manter-se pilotando, mesmo cambaleando, até chegar em frente a algumas casas do Engenho, quando caiu no chão e foi socorrido por famílias da comunidade. O trabalhador foi levado imediatamente para o hospital do município de Jaqueira, mas diante da gravidade do quadro foi transferido para o Hospital Regional de Palmares. A Comissão Pastoral da Terra ainda aguarda informações mais detalhadas sobre seu estado de saúde.

Neste momento, as famílias estão em estado de desespero, temendo pela vida do trabalhador e temendo que novas tentativas de assassinato ocorram na comunidade. Edeilson já havia sido vítima de emboscada ocorrida no último dia 26 de junho, quando saia de sua casa no Engenho, sendo abordado por dois carros, que o trancaram na estrada em direção à sede de Jaqueira. Naquela ocasião, homens saíram de dentro dos veículos e um deles chegou a apontar uma arma para a cabeça do trabalhador.

A comunidade de famílias posseiras a qual pertence o trabalhador enfrenta um violento e grave conflito fundiário com a empresa Agropecuária Mata Sul S/A, arrendatária das terras da Usina Frei Caneca. Por se tratar de uma área de conflito, o Programa de Proteção a Defensores e Defensoras de Direitos Humanos (PEPDDH) já foi informado sobre o crime. A Comissão Pastoral da Terra e as famílias exigem, em caráter de urgência, que os órgãos competentes investiguem e apurem a tentativa de assassinato, averiguando com imparcialidade e eficiência a sua autoria, as suas motivações e eventuais relações com a luta das famílias pelo direito à terra no local onde vivem há mais de setenta anos.

Mais informações em breve.