Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Camponeses e camponesas da comunidade do Una, localizada em Moreno (PE), distribuíram mais de uma tonelada de alimentos, nesta quarta-feira, 03 de junho, a famílias que sofrem com a falta de comida neste período de pandemia do novo coronavírus. Macaxeira, farinha, milho, coentro, alface, maracujá, coco, limão, quiabo. Uma diversidade de alimentos produzidos sem veneno chegou na hora certa para mais de 50 famílias que vivem na comunidade Nossa Senhora de Fátima, localizada na periferia do município.

“Eu estou desempregada e essa doação foi muito boa pra mim e para muita gente aqui que está precisando. Agradeço muito a Deus e a vocês que estão nos doando”, destacou uma das moradoras da comunidade. A camponesa Soneide Gomes, que junto com outros agricultores e agricultoras foi entregar os alimentos, ressaltou a importância do gesto de solidariedade e de partilha e afirmou se sentir “gratificada ao ver a importância que as famílias deram à agricultura camponesa”.

A comunidade do Una é formada por 40 famílias posseiras que vivem há mais de sessenta no Engenho pertencente à antiga Usina Bulhões. Há anos estas famílias vêm lutando pelo direito de permanecerem no local. Apesar de já terem sido alvo de várias ameaças de despejo, expulsões, intimidações e ameaças de morte, os agricultores e agricultoras estão demonstrando ser um exemplo de partilha e solidariedade. “Produzimos alimentos saudáveis, mas ainda estamos lutando pelo direito à terra e por isso enfrentamos muitas dificuldades, mas não paramos. Todos esses alimentos são plantados por nós, que estamos no campo, para alimentar as famílias da cidade”, ressaltou Soneide.

Campanha Partilhando o Pão e a Esperança - A ação de solidariedade faz parte da campanha local “Partilhando o Pão e a Esperança”, realizada pela CPT e pelas comunidades acompanhadas pela Pastoral na Zona da Mata Norte de Pernambuco, com apoio da Diocese de Nazaré da Mata e da AMU – Ação por Um Mundo Unido. No município de Moreno, a ação contou com a participação da Paróquia São Sebastião e de representantes da comunidade Nossa Senhora de Fátima. O objetivo da campanha é garantir alimentos saudáveis, produzidos por famílias camponesas, para famílias em situação de fome nas periferias das cidades da região, contribuindo para o enfrentamento da COVID 19 em Pernambuco. Com os alimentos, os camponeses e camponesas levam também a esperança de dias melhores e de um mundo saudável e livre de desigualdades.

 

Imagens: Divulgação