Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Paraíba

Atingidos por barragens lutam pela terra na Paraíba

Cerca de 120 famílias atingidas pela barragem de Acauã mantém o acampamento há 20 dias na Fazenda Mascadi, no município de Itatuba, na Paraíba. Elas reivindicam a revisão das indenizações pagas e que sejam providenciadas condições que lhes garantam o modo de vida que possuíam anteriormente, respeitando-se, principalmente, o fato…

Leia mais:

Marcha paraibana Contra a Crise e pela Reforma Agrária chega à Guarabira

Sob sol e chuva, no dia 24 de agosto, os 200 trabalhadores e trabalhadoras da Via Campesina e Assembléia Popular chegaram ao município de Guarabira. A marcha saiu de Campina Grande, no dia 14 de agosto, com destino a João Pessoa, e já percorreu oito municípios, totalizando aproximadamente 90 km. A "Marcha Estadual Contra a Crise: Reforma Agrária Já!", percorre municípios da Paraíba denunciando a crise, altos preços da energia elétrica, situação dos/as atingidos/as pela Barragem de Acauã, discutem a importância da Reforma Agrária e denunciam a violência que os trabalhadores/as sofrem no estado com torturas e homicídios.…

Leia mais:

Paraíba realiza a 21. Romaria da Terra

Neste sábado e domingo, dias 7 e 8 de novembro, será realizada a 21ª Romaria da Terra da Paraíba. Organizada pela Arquidiocese do estado e pela Comissão Pastoral da Terra, a Romaria acontece todos os anos, desde 1988, e este ano estima-se que mais de cinco mil pessoas participarão das caminhadas. Com o tema: “Vida, Liberdade e Pão: Queremos terra sem concentração”, a Romaria pretende denunciar o modelo de desenvolvimento e de produção baseado na concentração de terra, no latifúndio e no trabalho escravo.…

Leia mais:

Paraíba perderá mais de 60% de suas terras férteis

A Unicamp e a Embrapa realizaram um estudo que aponta a Paraíba como o terceiro Estado do Nordeste que terá perdas significativas na oferta de terras aptas para a agricultura. De acordo com os números divulgados pela pesquisa, a Paraíba perderá 66,6% de suas terras férteis. Acima do nosso Estado só ficaram o Ceará, com 79,6%, e o Piauí, com 70,1%.…

Leia mais:

Dia de tensão em área ocupada por povos Tabajaras, na Paraíba

A área em questão está localizada na região da Grande Mucatu e é alvo de um conflito envolvendo as famílias e a Emprersa Elizabeth, que adquiriu lotes na região de forma ilegal para instalar uma fábrica de cimentos.

 

Hoje, dia 27, foi um dia de muita tensão na região da Grande Mucatu, litoral sul da Paraíba. Cerca de 100 famílias indígenas da etnia Tabajara e trabalhadores rurais assentados de Mucatu foram alvo de violência e de despejo ilegal por parte da Policia Militar, após ocupação de uma área na região ontem (26). Após várias denúncias de ilegalidade, a tropas da PM foram retiradas do local apenas às 12h de hoje. Neste momento, a PM e seguranças particulares da Empresa Elizabeth encontram-se de vigília à 3km de onde estão os indígenas e trabalhadores rurais assentados. As famílias temem que novas ações de ilegalidade e de violência da policia militar e da Empresa Elizabeth aconteçam a qualquer momento.

Leia mais:

Índios Tabajaras fazem retomada de seus territórios na Paraíba

Cerca de 150 Índios da etnia Tabajara realizaram hoje pela manhã, dia 9, ação de retomada de suas terras na região do litoral sul do estado da Paraíba. Os indígenas reivindicam a demarcação de aproximadamente 10.000 hectares de terra entre os municípios de Conde, Alhandra e Pitimbu, que hoje estão ocupados em sua maioria pelo Grupo João Santos, pelo monocultivo de cana-de-açúcar da Destilaria Tabú e por assentamentos, além de ser uma área que sofre intenso assédio de empresas privadas.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Leia mais: