Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

No alto do sertão de Alagoas, em Pariconha, o acampamento São Francisco dá exemplo de produção agroecológica. Por lá, José Murilo relata que a comunidade está plantando uma diversidade de alimentos saudáveis: tem milho, feijão de corda, melancia, mamão, coentro, cebolinha etc. "Agora melhorou as coisas 100% porque antigamente a gente não tinha onde trabalhar, agora nós temos onde trabalhar. A terra não é nossa ainda, mas a tendência é ganhar essa terra. A luta continua! Vamos trabalhar e produzir cada vez mais!", disse.


No vídeo gravado pelos camponeses, é possível ver roça de maracujá, bananeira, macaxeira, mamão e verduras, como alface. Ao narrar, André Batista, camponês da comunidade Todos os Santos, destaca a plantação de mamão, uma fruta que não é comum na terra seca do sertão, temperatura acima de 26°C e com pouca chuva: "E o mais bonito, olha, roça de mamão sadio, sem veneno!".

Quando questionado o que planta, o camponês Francisco, ao lado de sua família, fala: "Rapaz, a gente tem de tudo! Tem galinha, tem batata, tem macaxeira, maracujá, banana...".

"Graças a Deus e ao trabalho", conta Francisco, eles já se mudaram do barraco de lona para uma casa de alvenaria, recém construída, no acampamento.
O acampamento São Francisco tem dois anos e está situado nas margens do Canal do Sertão.

 

Assista ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=d-PJ2Re4ERM&feature=youtu.be

 

Fonte: Lara Tapety - Ascom CPT AL