Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Maria Madalena da Silva, chamada comumente de Dona Nena, mostra seu plantio de macaxeira, abacaxi, milho, inhame, bananeira, abóbora, entre outros alimentos, na comunidade Dom Hélder Câmara, situada no município de Murici, zona da mata de Alagoas. Mãe de dois filhos, aos 50 anos, Dona Nena conta que ali existem 8 mil pés de abacaxi, além de uma grande quantidade de macaxeira, que ela costuma levar para as feiras livres. “É dessa macaxeira que eu levava para a feirinha. Mas não está tendo feirinha, então tem gente que às vezes vem comprar um saco ou dois”, disse.


A produção no campo, em tempos de pandemia, segue firme nas comunidades, que são naturalmente afastadas dos centros urbanos do estado, onde o número de casos confirmados de Covid-19 tem aumentado significativamente. Na quarentena, a rotina das famílias camponesas é mantida, com o devido isolamento social. Elas estão distantes da cidade, mas trabalhando nos roçados para garantir o alimento da população. Esse vírus nós não temos que ter medo. Temos que entregar a Deus e não deixar de vir para a roça. Pedir a Deus que termine logo tudo isso para nós voltarmos para a feirinha e voltar a vender nossos produtos”. 

Assista ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?time_continue=1&v=Hzw2J1Sowcg&feature=emb_logo

Lara Tapety - Ascom CPT/AL