Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Conflitos por terra: áreas em disputa no Brasil superam o tamanho da Alemanha

CPT aponta violência em regiões que somam mais de 37 milhões de hectares, mais da metade em terras indígenas; Amazônia concentra 85% do território em conflito

Mais de 4% do território brasileiro – 37 milhões de hectares – teve conflitos de terra no ano passado, conforme o relatório da Comissão Pastoral da Terra (CPT) sobre conflitos no campo em 2017. Essa área equivale ao tamanho do Japão, pouco mais que o território da Alemanha.…

Leia mais:

Padre Amaro livre, ainda esperamos justiça e paz

NOTA PÚBLICA

Depois de se completarem 90 dias de prisão do Padre Amaro Lopes, da Prelazia do Xingu e CPT de Anapu (PA), o ministro do STJ, Rogério Schietti Cruz, na manhã de ontem, 29 de junho, concedeu-lhehabeas corpus para que possa responder em liberdade ao processo no qual é vítima.…

Leia mais:

Nota de repúdio da FETAPE à lei do Veneno (PL nº 6299/02), que flexibiliza o uso de agrotóxicos no Brasil

No último dia 26 de Junho/18, a Comissão Especial da Câmara dos Deputados aprovou por 18 votos a 9 o PL nº 6299/02, que trata do registro, fiscalização e controle dos agrotóxicos no país. A proposta aprovada propõe a alteração do nome "agrotóxicos" para "pesticidas", o que deve facilitar o registro de produtos cujas fórmulas, em alguns casos, são compostas por substâncias consideradas cancerígenas pelos órgãos reguladores e altera as competências do Ministério da Agricultura (Mapa), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), na análise dos pedidos de registro de novos produtos.…

Leia mais:

Comunidades Impactadas pelo agronegócio no Piauí criam Coletivo de Resistência e unificam lutas

Comunidades Impactadas pelo agronegócio no Piauí criam Coletivo de Resistência e unificam lutas

"Queremos ser respeitados e que ninguém negue esse direito que é nosso, e sagrado” Juvercino Silva

Comunidades do Piauí, impactadas pelo agronegócio na região do MATOPIBA, se reuniram em Santa Filomena, dia 19 de junho, em busca de mecanismos fortalecedores da resistência aos grandes projetos do agronegócio e na defesa de seus territórios.…

Leia mais:

Grandes supermercados alimentam a desigualdade e sofrimento nas cadeias de fornecedores de alimentos

Oxfam lança estudo global mostrando como o lucro bilionário de grandes redes varejistas contribui para a baixa remuneração e condições precárias de trabalho na cadeia de fornecedores de alimentos.

 

A Oxfam lançou, no dia 21 de junho, o relatório “Hora de Mudar – Desigualdade e sofrimento humano nas cadeias de fornecedores dos supermercados”, que revela como o atual modelo de negócio dos maiores varejistas de alimentos na Europa e nos Estados Unidos contribui para o sofrimento humano de milhões de trabalhadores rurais e pequenos e médios agricultores. O documento é a base para uma nova campanha global da organização, que cobra mudanças urgentes na distribuição dos ganhos deste segmento, para melhorar a remuneração dos trabalhadores rurais e pequenos produtores, as condições de trabalho e a desigualdade de gênero na cadeia de fornecedores de alimentos na América Latina, África e Ásia.…

Leia mais: