Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Pernambuco

População do campo e da cidade também protesta em Tracunhaém/PE

Na manhã desta quinta-feira, dia 04, cerca de 200 pessoas realizaram um protesto no município de Tracunhaém, zona da mata norte do estado de Pernambuco. Na ocasião, estavam presentes estudantes, funcionários públicos, representantes de sindicatos, além de trabalhadores e trabalhadoras rurais das áreas de assentamento do município.

Leia mais:

Em Afogados da Ingazeira, população também se mobiliza

O município de Afogados da Ingazeira, localizado no Sertão de Pernambuco, também está em sintonia com as cidades que estão se mobilizando em todo o país. No último dia 30 de junho, cerca de 400 pessoas que vivem no município sairam as rurais para gritar por justiça e igualdade.Portando muitas faixas e cartazes com dizeres como "A copa não mata a nossa sede!", os manifestantes apresentaram suas reivindicações que foram, desde o pedido de justiça contra a corrupção e os altos gastos com a copa, à exigência de maiores investimentos para iniciativas de convivência com o semiárido e a Reforma Agrária.

Leia mais:

Em Palmares, população do campo e da cidade também realiza protestos

O município de Palmares, zona da mata sul de Pernambuco, também se somou às demais cidades que encontram-se mobilizadas em todo o Brasil. Nesta quinta-feira, dia 27, a população do campo e da cidade foi às ruas de Palmares para protestar por direitos, justiça e igualdade. Cerca de 200 pessoas estiveram presentes na manifestação.…

Leia mais:

Fetape e STTRs da Zona da Mata preparam Campanha Salarial 2013/2014

Nos próximos dias 18 e 19 de junho, a Fetape realizará o Encontro de Preparação da Campanha Salarial dos Canavieiros e Canavieiras da Zona da Mata 2013/2014. A atividade acontece no Centro Social da Federação, em Carpina, e deve  reunir dirigentes sindicais de todos os Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTRs) da Região.…

Leia mais:

Acampamento assalalriados: Usina Cucaú negocia pagamento de direitos trabalhistas

O acampamento feito por 500 trabalhadores e trabalhadoras rurais assalariados no portão de entrada da Usina Cucaú, localizada no município de Rio Formoso, na Zona da Mata Sul do estado, na manhã de ontem (15), resultou em avanços nas negociações da categoria com a indústria. Entre os compromissos assumidos pelos patrões, está o pagamento das rescisões contratuais dos efetivos, em duas parcelas: a primeira, de 40%, que deve ser paga hoje (16); e os 60% restantes, com prazo para o dia 20 de setembro deste ano. Os termos das rescisões terão essa ressalva, para efeito legal. Com a anulação do contrato em mãos, os/as canavieiros/as poderão se dirigir aos seus Sindicatos para efetivar as devidas homologações, garantindo o acesso ao seguro-desemprego.

Leia mais:

Trabalhadores rurais ocupam Usina Cucaú

Há 60 dias sem receber o pagamento das verbas rescisórias e das férias, e há duas quinzenas sem receber salários, cerca de 500 trabalhadores e trabalhadoras rurais da Usina Cucaú resolveram acampar, por tempo indeterminado, no pátio da empresa, localizada no município de Rio Formoso, na Zona da Mata Sul do estado. O grupo realizou a ocupação na manhã de hoje, após algumas tentativas frustradas de negociação dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais e da Fetape junto a representantes da Usina.…

Leia mais: