Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Paraíba

Homens armados promovem tiroteio contra famílias de posseiros, no Agreste da PB

As sessenta famílias de posseiros que estão ocupando as terras da fazenda Fazendinha, em Mogeiro, no Agreste paraibano, passaram mais uma noite de muita tensão. “Ontem, à noite, as famílias tiveram que se proteger de uma ‘chuva de tiros’ promovida pelos capangas contratados pelos donos da terra que são Mário Silveira e o filho dele, José Otávio”, denunciou o deputado estadual Frei Anastácio (PT), que também é presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa.…

Leia mais:

Polícia troca tiros com capangas em Mogeiro e prende um acusado

A Polícia Militar prendeu um homem, hoje à tarde (29), conhecido por “Anjinho” acusado de ameaçar os posseiros que ocupam as terras da fazenda Reunidas (fazendinha), em Mogeiro. “O capanga preso e outros oito comparsas chegaram a trocar tiros com a polícia. O Anjinho acabou sendo preso e os outros fugiram”, disse o deputado estadual Frei Anastácio que se encontra na área.…

Leia mais:

Paraíso: E o olhar de quem luta e se sente companheiro

"... Essa história não para enquanto nascer um menino..."

 

 

Há mais de 60 anos nasceram meninos e meninas na Fazenda Paraíso de Mogeiro, aqui na Paraíba. Viveram entre idas e vindas, entre roças que viraram pastos, casas que não puderam ser construídas, humilhações, desrespeito: vida típica dos camponeses e camponesas, posseiros, rendeiros que sequer possuem o "chão da casa".…

Leia mais:

Polícia cerca fazenda para concluir despejo, em Mogeiro, e posseiros resistem

Mais de cem homens da Polícia Militar cercaram a fazenda Paraíso, em Mogeiro, desde as primeiras horas e hoje, para tentar concluir despejo que teve início da semana passada e não foi concluído porque os posseiros que estão na área resistiram. “Existia a promessa do juiz que expediu a ordem de despejo, de que hoje seria realizada uma reunião entre Incra, proprietário das terras, Comissão Pastoral a Terra, e trabalhadores para tentar um acordo.Mas, o que estamos vendo é que nada foi cumprido e a situação é preocupante, uma vez que os trabalhadores irão resistir ao despejo e irá haver confronto com a polícia”, alertou o deputado estadual Frei Anastácio, que acompanha o caso

 …

Leia mais: