Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

   No último dia 15 de outubro, as equipes de CPT de Guarabira e Campina Grande, na Paraíba, estiveram reunidas para um momento de formação conjunta. O intuito foi aprofundar os estudos sobre estratégias legais que fortaleçam a luta das comunidades da região, que estão enfrentando o avanço dos parques eólicos e da mineração, além do elevado número de titulações dadas pelo Governo em assentamentos da Reforma Agrária. A atividade foi realizada na comunidade Caboclo, em Guarabira.

Na ocasião, as equipes se debruçaram sobre leis brasileiras, tratados e convenções das quais podem dispor para fortalecer as estratégias de incidência política e de resistência das famílias camponesas atingidas. Para tanto, as equipes debateram sobre leis de proteção da biodiversidade e sobre estratégias de amparo jurídico para resguardar conhecimentos tradicionais, dessas comunidades, que colaboram com a manutenção do patrimônio genético da humanidade. “Precisamos ampliar o estudo de temas como esses para construir ao lado das comunidades instrumentos de proteção dos territórios camponeses”, ressalta Vanúbia Martins, agente pastoral da CPT em Campina Grande.

 

Fonte: CPT Guarabira e Campina Grande