Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Sob sol e chuva, no dia 24 de agosto, os 200 trabalhadores e trabalhadoras da Via Campesina e Assembléia Popular chegaram ao município de Guarabira. A marcha saiu de Campina Grande, no dia 14 de agosto, com destino a João Pessoa, e já percorreu oito municípios, totalizando aproximadamente 90 km. A "Marcha Estadual Contra a Crise: Reforma Agrária Já!", percorre municípios da Paraíba denunciando a crise, altos preços da energia elétrica, situação dos/as atingidos/as pela Barragem de Acauã, discutem a importância da Reforma Agrária e denunciam a violência que os trabalhadores/as sofrem no estado com torturas e homicídios.

Nas cidades onde a Marcha deve passar, grupos e comunidades esperam ansiosos para a realização de diversas atividades, dentre elas atos públicos, palestras, assembléias populares, celebrações e festas. Na chegada aos alojamentos, improvisados em ginásios, escolas e sindicatos, é possível notar o cansaço e o desgaste dos/as marchantes, o que não desestimula a continuidade da Marcha, que é a mobilização da Jornada por maior tempo de duração em todo o país, de 14 de agosto a 1º de setembro.

 

A memória e a história de lutadores e lutadoras do povo, ao longo do caminho, são lembradas, com canções, palavras de ordem e banners dos mártires paraibanos, Margarida Maria Alves e João Pedro Teixeira, levados a frente da Marcha, em alusão aos caminhos que o povo brasileiro deve trilhar. Os manifestantes entoam o grito de Margarida, com a frase "da luta, eu não fujo"! A Marcha sai de Guarabira no dia 27 de agosto e prossegue rumo a Mari.

 

 

Fonte: Assembléia Popular de Santa Rita

Noticias dos Estados