Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Mudança na Política Florestal do Estado gera críticas

Alteração ampliou cota para supressão vegetal e diminui áreas de proteção, pondo em risco brejos de altitude

Priscilla Costa, da Folha de Pernambuco - Recife

Uma alteração tendenciosa para favorecer empreendimentos eólicos e beneficiar empresários. É assim que ambientalistas e instituições voltadas à proteção do meio ambiente enxergam mudanças feitas, em novembro de 2015, na Lei da Política Florestal do Estado, que diminui as áreas de preservação permanente no Estado. Na prática, a mudança deixa quase a totalidade dos brejos de altitude em situação de vulnerabilidade, uma vez que 95% desses ecossistemas distribuídos entre o Agreste e Sertão estão fora da cota atual, de 750 metros, mas se enquadram na nova, que é de 1,1 mil metros de altitude. É o que revela o mapeamento inédito do Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan), mostrado ontem pela Folha de Pernambuco (ver o mapa).…

Leia mais:

O Novo Novo Código Florestal

Artigo
 
* Leslie Tavares


 

A bancada ruralista, que se autointitula o maior partido do Congresso, tem feito movimentos discretos, mas consistentes para reformar o Novo Código Florestal. O foco do grupo atualmente está direcionado à aprovação da PEC 215, que amarra as terras indígenas às conveniências políticas do Congresso, e também à descaracterização da PEC do Trabalho Escravo, para abrandar o conceito e as penas incidentes sobre este crime, que ocorre em várias de suas fazendas. 
Todo esse trabalhão, porém, não impede o prosseguimento do plano para modificar ainda mais a principal lei que embaraça a produção agrícola inescrupulosa.

 …

Leia mais:

Código Florestal: o que restou?

O Código Florestal brasileiro nasceu em 1934. Ali está seu nervo central. Mas, já nasceu pela preocupação de tantos naturalistas que, já naquela época, sabiam perfeitamente da interface das florestas com ciclo das águas, inclusive de sua agressividade a terrenos e territórios desprovidos de vegetação, provocando enchentes e erosões. Era também a manifestação do cuidado com as florestas, já em processo de dizimação.…

Leia mais:

 

Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Rua Esperanto, 490, Ilha do Leite, CEP: 50070-390 – RECIFE – PE

Fone: (81) 3231-4445 E-mail: cpt@cptne2.org.br