Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Cana-de-açúcar na Amazônia Legal: “O ciclo se repete com novos desmatamentos”

O PL 626/2001 "poderá desencadear ou reforçar um mecanismo semelhante ao do desmatamento ilegal realizado pela indústria madeireira”, diz o geógrafo João Camelini

 

A aprovação do Projeto de Lei 626/2001 pela Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor, Fiscalização e Controle do Senado, que revê o Zoneamento Agroecológico – ZAE da cana-de-açúcar e autoriza seu plantio em áreas alteradas e nos biomas Cerrado e Campos Gerais na Amazônia Legal, “é um fato lamentável, que demonstra o comprometimento com agentes econômicos, sustentado por um discurso totalmente equivocado”, diz João Humberto Camelini à IHU On-Line. Segundo ele, “é possível alcançar o desenvolvimento de uma região por meio de um planejamento integrado, que envolva, entre outros fatores, a instalação de usinas de açúcar e etanol, mas a ideia que se propaga erroneamente é que a mera presença de uma usina conduz ao desenvolvimento”.

 

Leia mais...

Movimentos sociais apontam desafios e prioridades diante do avanço dos agrocombustíveis

Diante do avanço dos agrocombustíveis e do agronegócio, como garantir o direito à terra, ao território e a um modelo de agricultura sustentável ao povo camponês? Este desafio foi debatido por diversas organizações durante a oficina “Agrocombustíveis, segurança alimentar e sustentabilidade: construindo estratégias comuns de ação”, realizada no Rio de janeiro, nos dias 6 e 7 de dezembro de 2012. Como resultado da atividade, 16 movimentos e entidades participantes construíram uma carta apontando a conjuntura atual de avanço dos agrocombustíveis e suas consequências, além de pontos onde é necessária atuação prioritária das organizações.

Leia mais...