Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

A luta pela terra em Mutirão aconteceu às margens do açude público de Riacho dos Cavalos. Em torno de 100 famílias resolveram resistir na luta pela terra e pela água, desobedecendo a ordem de expulsão do Estado. Era comum a violência por parte dos técnicos da EMEPA, que destelhavam casas, arrancavam portas e destruíam plantações. Aconteceram, ainda, inúmeros despejos. Hoje as famílias, devido a sua organização e teimosia, ainda vivem no

Noticias dos Estados